ANCI e emergência domiciliar

A terceira conferência Anci sul casa aconteceu em 26 de fevereiro em Veneza, que tratou do problema das emergências habitacionais.

ANCI e emergência domiciliar

A terceira conferência Anci aconteceu no dia 26 de fevereiro em Veneza, na Sala do Conselho Provincial de San Marco.Associação Nacional dos Municípios Italianos) na casa, a partir do título Uma nova política de aluguel: as Propostas dos Municípios.

Emergência em casa

Crítico foi o delegado de políticas habitacionais Roberto Tricarico, afirmando que na Itália não há tanta necessidade de um Plano da casa que serve para expandir a habitação para aqueles que já a possuem, como a atualmente em vigor, mas que ajuda a acessar a casa para os cidadãos que têm dificuldade em obter uma moradia popular.
Por esta razão, novos incentivos foram solicitados ao Governo para desbloquear o mercado de arrendamento e uma revisão do lei 431/1998 nos aluguéis.
De fato, apesar de mais de 80% dos italianos viverem em residências particulares, o problema dos aluguéis existe e é sério, especialmente porque as famílias mais pobres têm acesso a esse mercado.
A situa√ß√£o do mercado de aluguel na It√°lia √© bastante particular. Por um lado, testemunhamos o pagamento de taxas de aluguel equivalente a metade de um sal√°rio m√©dio, tanto que aumentam despejos por atrasosPor outro lado, pesquisas recentes mostram que h√° mais de quatro milh√Ķes de casas vagas no pa√≠s, ou localize em preto, provando que a habita√ß√£o n√£o est√° faltando, mas muitas vezes escapa √†s autoridades fiscais.
Assim, a hipótese de Cupão seco de 20% sobre o rendimento do arrendamento, e foi assumido que introduzia a possibilidade de os inquilinos deduzir o valor total da renda de sua própria declaração de imposto.
Desta forma, pretendemos empurrar para ter um maior interesse no registro de contratos e contribuir para o surgimento do submerso.
Outro dos temas abordados foi aquele relacionado √† realiza√ß√£o de moradia econ√īmica e popular, que na It√°lia registrou uma redu√ß√£o preocupante nos √ļltimos anos.
Outro tema quente foi o dos ativos imobili√°rios das institui√ß√Ķes de previd√™ncia social, Poste Italiane e Rete Ferroviaria Italiana. A Anci enfatizou a necessidade de avan√ßar para um censo dos ativos vagos e estabelecer para os Munic√≠pios um direito de primeira recusa para a compra.


arco. Carmen Granata



Vídeo: