Todas as novidades da Lei de Estabilidade em vigor desde 1 de janeiro de 2019

Not√≠cias sobre a Lei de Estabilidade: da taxa de licen√ßa RAI √† isen√ß√£o TASI para a primeira casa, para a extens√£o de dedu√ß√Ķes fiscais, para arrendamento de im√≥veis

Todas as novidades da Lei de Estabilidade em vigor desde 1 de janeiro de 2019

A lei de estabilidade de 2016

Lei de Estabilidade 2016

Luz verde da C√Ęmara em segunda leitura para a Lei de Estabilidade de 2016 com 297 votos a favor, 93 contra e 4 absten√ß√Ķes e o texto da disposi√ß√£o volta ao Senado para a quarta e √ļltima leitura e o lan√ßamento definitivo antes do Natal.
Pacote muito rico de medidas relativas √† casa, incluindo o cancelamento do impostos sobre a primeira casa, a inclus√£o da taxa Rai na factura de electricidade e a extens√£o das dedu√ß√Ķes fiscais para a renova√ß√£o de edif√≠cios, a poupan√ßa de energia e o b√≥nus m√≥vel e muitas outras novidades, como o leasing imobili√°rio e os descontos fiscais no caso de bens concedidos por empr√©stimo uso gratuito para parentes dentro do primeiro grau ou para aquele concedido para alugar em um aluguel acordado. Vamos entrar nos detalhes e ver o que s√£o todas as novidades.

Lei de estabilidade: pare a primeira casa da TASI a partir de 1 de janeiro de 2016

Come√ßa a partir da longa parada anunciada para TASI, o imposto municipal sobre servi√ßos invis√≠veis, mas apenas na propriedade usada como resid√™ncia principal, mas somente se, como √© o caso hoje para a IMU, a propriedade n√£o for luxo ou luxo, ent√£o tecnicamente permanece em vigor se a primeira casa estiver em vigor. categorias cadastrais A1, A8 e A9. N√£o pagar a TASI na primeira casa n√£o luxuosa desde 1¬ļ de janeiro de 2016 ser√° o mesmo que os propriet√°rios que vivem em aluguel.

Desconto IMU e TASI: é aí que vai estar lá

Assunto de uma emenda muito discutida o desconto IMU e TASI para a propriedade em empréstimo para uso livre para parentes no primeiro grau.
A lei anterior previa a possibilidade de cada município prosseguir com a assimilação do edifício concedido em empréstimo gratuito à casa principal e, como tal, não pagam impostos.
No entanto, a assimilação foi fornecida apenas para a parcela de renda cadastral de até 500 euros e desde que o mutuário não tivesse um ISEE de sua unidade familiar acima de 15 mil euros.
Enquanto se aguarda a aprovação do Lei de Estabilidade 2016Inicialmente, a isenção total do pagamento de IMU e TASI estava prevista apenas na hipótese em que o credor, ou seja, que concede a propriedade em empréstimo gratuito ao parente, tivesse usado o mesmo edifício em 2015 como sua residência principal. Assim como não ter que possuir outras propriedades em todo o território nacional. Desta forma, a isenção total foi acionada.
Agora, no entanto, no texto final da Lei de Estabilidade de 2016, a isenção foi modificada ao fornecer uma taxa pelo pagamento de impostos em seu lugar. IMU que TASI, em 50%.
Então, quem em 2106 dá uma propriedade emprestada para uso gratuito aos parentes em linha reta dentro do primeiro grau (o exemplo clássico é o do pai que concede a segunda casa ao filho), continuaremos a pagar a IMU e TASIU, mas ambas reduzidas em 50%.
A condição necessária para que a redução funcione é que ambos os sujeitos, conforto e conveniência, tenham residência no mesmo município.
A Lei de Estabilidade de 2016 também introduz um desconto neste caso, no entanto, para 25%, novamente na IMU e na TASI, para o proprietário do prédio que a aluga para canon concordapara, que regulado pela lei n. 431/1998.

Taxa de Rai na conta e com valor reduzido

Taxa de Rai

Outra medida contida na Lei de Estabilidade de 2016 diz respeito à Taxa de Rai, que será incluído nas contas domésticas para o pagamento do fornecimento de eletricidade.
Tamb√©m ser√° reduzido gradualmente e de ‚ā¨ 113,50 para ‚ā¨ 100 em 2016, ‚ā¨ 90 em 2017 para ‚ā¨ 80 em 2018.
O princípio subjacente a esta disposição é fazer com que as pessoas paguem menos e fazer com que todos paguem, portanto, para conter o fenómeno generalizado da evasão fiscal. Maxi multa até 500 euros para quem não paga a taxa.
Apenas para 2016 a primeira parcela do Taxa de Rai ser√° pago na conta de julho e, a partir de 2017, o prazo ser√° baseado na emiss√£o da fatura de eletricidade, mensal ou bimestral.
A taxa de Rai na conta será vinculada à residência, então para aqueles que têm duas casas, você pagará apenas na casa principal. Os inquilinos pagarão a taxa na fatura, mesmo que o usuário esteja registrado no proprietário. Além disso, a Lei de Estabilidade cancela a possibilidade hoje de solicitar o cancelamento por meio de vedação, o procedimento que torna o aparelho inutilizável ao fechá-lo em uma caixa especial.
As receitas da reforma da taxa Rai incluídas no conta elétrica ela alimentará o aumento no limite de renda abaixo do qual os maiores de 75 anos não pagam o imposto sobre a detenção do aparelho de televisão, isto é, dos atuais 7.500 para 8.000 euros.

Lei de Estabilidade: extensão de dedução de 50%

o Lei de Estabilidade 2016 (a antiga Finanziaria), tamb√©m confirma a extens√£o at√© 31 de dezembro de 2016 de dedu√ß√Ķes fiscais para aqueles que realizam a renova√ß√£o de edif√≠cios e economia de energia.
Assim, será possível usar o Dedução IRPEF 50% até 31 de dezembro de 2016 para aqueles que realizam trabalhos de manutenção ordinária nas partes comuns de condomínios, de manutenção extraordinária, tanto em edifícios residenciais e em unidades habitacionais individuais, bem como restauração e reabilitação conservadora e renovação de edifícios.
O limite máximo de gastos é sempre de 96 mil euros para cada unidade habitacional. A dedução será sempre distribuída ao longo de 10 anos.
A possibilidade também é introduzida para aqueles que, até 31 de dezembro de 2016, comprarem os edifícios das classes de energia A ou B das construtoras, para deduzirimposto de renda, o Imposto de Renda das Pessoas Físicas, no valor igual a 50% do valor pago IVA (Imposto sobre Valor Agregado). Também introduziu um crédito fiscal para a remodelação de hotéis, mesmo no caso em que a renovação do edifício leva a um aumento no tamanho total (plano de casa c.d.).
Outra not√≠cia muito importante diz respeito √†queles que compram e instalam sistemas em casa de vigil√Ęncia por v√≠deo digital ou alarme, ou at√© mesmo estipula contratos com institui√ß√Ķes de supervis√£o para a preven√ß√£o de atividades criminosas.
Estes sujeitos poder√£o beneficiar de um cr√©dito fiscal cujo montante e modalidades devem ser determinados com um decreto espec√≠fico do Minist√©rio da economia, que tem um limite m√°ximo de 15 milh√Ķes de euros por ano.

Extensão do ecobonus até 31 de dezembro de 2016

TASI 2016

Até 31 de dezembro de 2016, você também pode aproveitar oecobonus, desoneração fiscal para aqueles que realizam medidas de redesenvolvimento de energia, consistindo na possibilidade de deduzir do IRPEF devido (para pessoas físicas) ou de IRES (para empresas) 65%.
As interven√ß√Ķes relacionadas √† dedu√ß√£o de 65% s√£o confirmadas, quais sejam:
‚ÄĘ reconvers√£o energ√©tica dos edif√≠cios existentes: dedu√ß√£o m√°xima 100 mil euros
‚ÄĘ envelope do edif√≠cio: dedu√ß√£o m√°xima 60 mil euros
‚ÄĘ instala√ß√£o de pain√©is solares: dedu√ß√£o m√°xima 60 mil euros
‚ÄĘ substitui√ß√£o de sistemas de climatiza√ß√£o de inverno: 30 mil euros
‚ÄĘ compra e instala√ß√£o de obras de sombreamento solar listadas no Anexo M do Decreto Legislativo n. 311 de 2006: dedu√ß√£o m√°xima 60 mil euros
‚ÄĘ compra e instala√ß√£o de sistemas de ar condicionado de inverno equipados com geradores de calor movidos a combust√≠veis de biomassa: dedu√ß√£o m√°xima de 30 mil euros.
Uma not√≠cia muito importante sobre o ecobonus, introduzida pela Lei de Estabilidade de 2016 diz respeito a condom√≠nios incapazes, ou seja, aqueles cujos rendimentos s√£o parte da chamada √°rea n√£o fiscal e, como tal, n√£o podem beneficiar das redu√ß√Ķes fiscais para interven√ß√Ķes na casa.
A fim de incentivar esses tipos de interven√ß√Ķes, a Lei de Estabilidade estabeleceu que, para obras em partes comuns de edif√≠cios residenciais, os condom√≠nios que n√£o podem se beneficiar do ecobonus podem transferi-lo para a empresa que realiza o trabalho.

B√īnus m√≥vel duplo

Lei de Estabilidade

Al√©m da dedu√ß√£o para renova√ß√£o de edif√≠cios em 50%, o conectado tamb√©m √© estendido b√īnus m√≥veis, a dedu√ß√£o fiscal de 50% IRPEF prevista para aqueles que renovam a propriedade, goza da dedu√ß√£o relativa e compra de eletrodom√©sticos novos e grandes de uma classe n√£o inferior a A + (A para fornos) para mobiliar o edif√≠cio a ser renovado.
Independentemente do montante de despesas incorridas para o trabalho de renovação, a dedução de 50% deve ser calculada sobre um montante máximo de 10.000 euros, referido em geral para as despesas incorridas para a compra de móveis e eletrodomésticos de grande porte.
Al√©m disso, a dedu√ß√£o deve ser dividida entre os titulares, em dez parcelas anuais do mesmo montante. O limite de 10.000 euros diz respeito √† unidade habitacional √ļnica, incluindo os acess√≥rios, ou a parte comum do edif√≠cio a ser renovado.
Ao lado do b√īnus de mobili√°rio tradicional √© introduzido o b√īnus para casais jovens, com menos de 35 anos tamb√©m coabitam mais uxorio h√° pelo menos 3 anos que decidem comprar um im√≥vel antes da casa e ter que comprar os m√≥veis. Neste caso, o montante m√°ximo de dedu√ß√£o √© de 16 mil euros a dividir em 10 presta√ß√Ķes anuais do valor total.

Locação de imóveis

Locação de imóveis

Entre outras medidas para o mercado imobiliário, a Lei de Estabilidade 2016 também introduziu o chamado leasing imobiliário para a compra de propriedades para ser usado como residência principal.
Com o contrato de leasing, em ess√™ncia, o banco ou intermedi√°rio financeiro √© obrigado a comprar ou ter o edif√≠cio constru√≠do na escolha e de acordo com as instru√ß√Ķes do usu√°rio, que assume todos os riscos, inclusive os de um fim, e os disponibiliza. por um determinado per√≠odo de tempo, mediante pagamento de uma retribui√ß√£o que tenha em conta o pre√ßo de compra ou de constru√ß√£o e a dura√ß√£o do contrato.
No vencimento do contrato, o usuário tem a oportunidade de resgatar a propriedade do ativo a um preço pré-estabelecido ou devolver a propriedade ao banco ou à empresa que concedeu o empréstimo.
Do ponto de vista fiscal, est√° previsto para quem contrata um contrato de loca√ß√£o de im√≥veis entre 1 de janeiro de 2016 e 31 de dezembro de 2020, a possibilidade de deduzir do IRPEF, a uma taxa de 19%, as taxas e encargos acess√≥rios acess√≥rios de at√© ‚ā¨ 8.000, bem como o custo de aquisi√ß√£o da propriedade durante o op√ß√£o final at√© ‚ā¨ 20.000, desde que as despesas sejam suportadas por jovens com menos de 35 anos, com um rendimento n√£o superior a ‚ā¨ 55.000 no momento da assinatura do contrato e que n√£o sejam propriet√°rios de propriedades residenciais. Al√©m disso, para opera√ß√Ķes de compra com loca√ß√£o de im√≥veis, no per√≠odo compreendido entre 1 de janeiro de 2016 e 31 de dezembro de 2020, o imposto de registo ser√° aplicado a uma taxa reduzida de 1,5%.

As not√≠cias sobre o assunto de loca√ß√Ķes

Com o objetivo de combater o pagamento em preto, a Lei de Estabilidade de 2016 prevê a obrigação de registrar o contrato no prazo de 30 dias e nos próximos 60 deve notificar o inquilino eo administrador do condomínio.
Além disso, todo acordo com o qual um valor da taxa maior do que o previsto no contrato é nulo e sem efeito. Neste caso, o inquilino pode pedir no prazo de seis meses para o reembolso das quantias pagas, além disso, recorrendo à autoridade judicial.



V√≠deo: Empresa deve depositar o FGTS mesmo quando o empregado estaŐĀ afastado por motivo de doen√ßa