Administrador e trabalho extraordin√°rio

A reuni√£o, de acordo com as disposi√ß√Ķes combinadas dos artigos 1135 e 1136 c.c. competente para deliberar sobre os trabalhos extraordin√°rios relacionados √†s partes

Administrador e trabalho extraordin√°rio

Lavori

A montagem, de acordo com o combinado com as disposi√ß√Ķes dos artigos 1135 e 1136 c.c. √© competente para deliberar sobre os trabalhos extraordin√°rios relacionados com as partes comuns do edif√≠cio, em particular, √© quarto par√°grafo do art. 1136 c.c., se as interven√ß√Ķes de manuten√ß√£o extraordin√°ria s√£o muito caras (este √© o significado do conceito de entidade consider√°vel citado na norma) √© necess√°rio que a resolu√ß√£o seja adotada pela maioria dos presentes na reuni√£o representando pelo menos 500 mil√©simos. no entanto, o administrador n√£o √© sem poderes sobre a possibilidade de encomendar tais obras, √© claro neste sentido o segundo par√°grafo do art. 1135 c.c. em cuja mente o administrador n√£o pode solicitar trabalhos de manuten√ß√£o extraordin√°rios, a menos que seja urgente, mas neste caso ele deve report√°-lo na primeira assembl√©iaSobre o significado da norma e mais especificamente sobre o rela√ß√£o entre os poderes do diretor e a fun√ß√£o da verifica√ß√£o posterior da assembleia geral o Supremo Tribunal de Cassa√ß√£o interveio v√°rias vezes. os arminhos conseguiram destacar que o citado art. 1135, u.c., bacalhau. civ. autoriza expressamente o administrador a ordenar extraordin√°rios trabalhos urgentes de manuten√ß√£o, impondo-lhe somente a obriga√ß√£o de reportar √† primeira assembl√©ia dos condom√≠nios, uma obriga√ß√£o que n√£o pode de modo algum ser confundida com a necessidade de ratificar um ato exorbitante pelo mandato; por outro lado, cai, ainda que com car√°ter particular, na obriga√ß√£o geral de o administrador informar sobre sua gest√£o aos condom√≠nios.

Lavori

Nem o não cumprimento desta obrigação exclui o seu direito ao reembolso de despesas reconhecidas como urgentes na medida em que o juiz as considere justificadas.
(Bem, ex multis, Cass. 19 de novembro de 1996 n. 10144).Como dizer, recorrer o requisito de urg√™ncia para a realiza√ß√£o da interven√ß√£o, a obriga√ß√£o de reportar √† assembl√©ia de acionistas tem uma fun√ß√£o puramente informativa, mesmo que o administrador, no caso de recusa da assembl√©ia, possa ter o direito judicial ao reembolso de despesas. Tribunal de Salerno que, em decis√£o proferida no √ļltimo dia 10 de outubro, ele reiterou que interven√ß√Ķes urgentes podem ser organizadas pelo agente dos condom√≠nios com base em seus poderes, que se refletem no segundo par√°grafo do art. 1135 c.c. e que eles s√£o completamente independentes dos do condom√≠nio, no presente caso, entre outras coisas as interven√ß√Ķes objeto de disputa eles foram deliberados pela assembl√©ia para que, de fato, n√£o houvesse sequer raz√£o para discutir se eles tinham esse car√°ter de urg√™ncia que legitima o administrador para pedir o reembolso dos adiantamentos feitos.



Vídeo: Administração - Aula 05 (Habilidades do Administrador)