Abolir o cimento armado

Quão perigoso pode ser o concreto armado? A professora Favaloro lança um alarme para o futuro, sobre os riscos envolvidos no uso excessivo de concreto armado.

Abolir o cimento armado

Entrevista com o Prof. Giovanni Favaloro

Prof. Giovanni Favaloro

Ler o título do artigo pode parecer uma heresia, mas não é.
o betão armado é perigoso para todo o ambiente circundante.
Este é o grito lançado por Professor Giovanni Favaloro durante uma aula universitária na Faculdade de Engenhariauniversidade dos estudos de Messina.
Suas palavras despertaram curiosidade ao ponto de entrevistá-lo para saber o motivo dessa afirmação.

O exemplo das terras de Messina

Frana di Gianpilieri Messina

Além de desempenhar o papel de professor universitário, o professor Favaloro é o representante do CRU, o Comitê de Planejamento Regional, que cuida do desenvolvimento urbano de todo o território siciliano e da implementação de planos regulatórios.
Como pode um material usado diariamente em edif√≠cios contempor√Ęneos ser prejudicial para o meio ambiente?
Para demonstrar o efeito negativo do concreto armado, o Professor Favaloro começa com uma demonstração concreta muito próxima de nós.
O solo da prov√≠ncia de Messina √© claramente inst√°vel, tanto da parte j√īnica, como demonstrado pelo deslizamentos de terra de Giampilieri e Scaletta Zanclea, ambos do lado tirreno, onde houve um deslocamento a jusante do territ√≥rio, como mostrado pelo deslize das colinas de San Fratello.
Tudo isso é devido ao uso e abuso de concreto armado, mesmo que a maioria dos erros vá para a construção ilegal.
Inquestionavelmente √© um dos materiais mais resistentes, mas "se pensa num edif√≠cio de dois andares (incluindo funda√ß√Ķes) de bet√£o armado que pesa no territ√≥rio e no mesmo edif√≠cio com o est√°bulos concreto, e as parti√ß√Ķes internas de madeira laminada, percebe-se que o segundo edif√≠cio ser√° mais leve, consequentemente, d√° ao territ√≥rio subjacente uma menor for√ßa”.

Qu√£o perigoso pode ser o concreto armado?

A do professor Giovanni Favaloro quer ser um alerta para o futuro, para que materiais mais leves sejam inventados, montados e, acima de tudo, comercializados.
Universidade de MichiganDearborn, após dois anos de estudos, mostrou como um abuso de concreto armado, em pouco tempo, pode enfraquecer o território.

Abolir o cimento armado


A porcentagem é chocante: 1,8%, isso significa que um aumento anual de 20% na construção de concreto armado dentro de 55 anos poderá enfraquecer o território quase a um nível irreparável.
Felizmente, pelo menos na Itália, o uso de concreto armado em novos edifícios está longe de 20%, mas isso não significa que o problema não deva ser tratado agora.
N√£o √© coincid√™ncia que, j√° h√° 15 anos, o governo Clinton na Am√©rica financiou v√°rios bilh√Ķes de d√≥lares para construir um cidade ecol√≥gica que n√£o pressup√Ķe o uso de concreto armado ou que no Jap√£o at√© 2030 se quer alcan√ßar um totalmente cidade de carbono e seus derivados, conseq√ľentemente longe do uso de materiais pesados.
Em 2050, 70% dos habitantes da Terra passarão dos territórios rurais para as grandes cidades, resultando em uma urbanização três vezes maior que a atual:
com esses n√ļmeros, o que acontecer√° se continuarmos usando o concreto armado?”.
Este discurso foi tratado várias vezes por engenheiros e arquitetos desde o início do século XX.
O Prof. Giovanni Favaloro sublinha que, um grande arquiteto como Renzo Piano, na construção de suas obras, ele usa materiais "mais leves", como o madeira laminada.
√Č imposs√≠vel n√£o usar concreto armado nas funda√ß√Ķes, mas uma estrutura com menos materiais pesados ‚Äč‚Äčsobre o peso espec√≠fico do edif√≠cio beneficia-se da natureza est√°tica do territ√≥rio subjacente.

Materiais diferentes, formas diferentes

Stratex spa - Complexo residencial de estruturas glulam em Pregelato Turim

Outro aspecto a não ser subestimado é o feio que envolve o uso deste material, que quase sempre obriga a um formas quadradas:
No meu pequeno caminho, tento sensibilizar aqueles que ser√£o os futuros engenheiros j√° no primeiro ano da Universidade.
Meu curso de estudo √© diferente dos outros, como pe√ßo a eles projeto casas, aeroportos, pontes inspiradas nos maiores arquitetos, portanto reduzir a quantidade de concreto armado para a realiza√ß√£o destes trabalhos, tamb√©m porque este material n√£o pode ser utilizado para constru√ß√Ķes que exigem formas diferentes das convencionais.



V√≠deo: ? VOCEŐā CONSEGUE RESOLVER A UMA EXPRESSAŐÉO NUMEŐĀRICA FAŐĀCIL E UMA DIFIŐĀCIL? ?? Obrigat√≥rio PEMDAS?